Skip to content Skip to navigation

SENTIDOS DA AMERICANIDADE: conferências interamericanas e esculturas públicas americanas na cidade do Rio de Janeiro

Coordenador: Paulo Knauss

A pesquisa proposta tem como objeto os discursos sobre a integração dos países americanos produzidos no espaço urbano da cidade do Rio Janeiro. Trata-se, assim, de discutir a produção social de sentidos acerca da americanidade no Brasil. Como centro político importante no Brasil, ao longo do século XX, tendo sido inclusive capital federal, a cidade do Rio de Janeiro se constituiu como espaço público para a promoção das relações interamericanas e especialmente do Brasil com outros países americanos. Isto permite abordar as relações internacionais, especificamente do Brasil com os países das Américas, como fato urbano.

No Rio de Janeiro ocorreram três conferências que se destacam na história das relações interamericanas: a III Conferência Internacional Americana de 1906 - quando foi inaugurado o famoso Palácio Monroe que serviu de sede aos trabalhos; a III Reunião de Consulta dos Ministros das Relações Exteriores das Repúblicas Americanas de 1942 e que se seguiu ao ataque de Pearl Harbor, durante a 2ª. Guerra Mundial; e a Conferência Interamericana para a Manutenção da Paz e da Segurança de 1947. Estas conferências podem ser caracterizadas como precursoras da marca da cidade como palco de ações da diplomacia internacional (identidade atualmente muito associada à cidade, especialmente depois da Rio-92). Ao lado das conferências internacionais, a cidade do Rio de Janeiro é povoada por esculturas públicas que se caracterizam como representações das relações entre o Brasil e outros países da América. Os rituais cívicos e seus monumentos são assim tomados como fatos urbanos das relações entre os Estados das Américas e são definidos, desse modo, como fonte para o estudo dos movimentos de promoção da integração americana no Brasil.

Produtos:

  • Artigos On-line:
  1. KNAUSS, Paulo. Imagens da amizade: escultura pública e relações interamericanas no Brasil. In: GOMES, Ângela de Castro (Coord.). Direitos e cidadania: memória, política e cultura. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007, pp. 269-293.
  2. KNAUSS, Paulo; AZEVEDO, Francisca. Território das Américas: Os Usos do Passado e as Relações Interamericanas nas Ruas do Rio de Janeiro. Diálogos, DHI/PPH/UEM, v. 12, n. 1, p. 183-205, 2008.
Seção: 
Linha de Pesquisa: