Skip to content Skip to navigation

Memória, Cidade, Comunidades

A linha se organiza compreendendo a cidade como lugar de significação, como suporte de sentidos variados produzidos por diferentes grupos sociais urbanos que afirmam a cidade como experiência social. Esta dimensão analítica permite trabalhar a categoria do urbano como o substrato onde se projetam diferentes lugares de memória. Os projetos desenvolvidos pela linha se situam na interseção entre a história da cultura e os estudos dos processos de produção de sentido e se cruzam tanto pelo tipo de fontes que utilizam (visuais e orais), quanto pela estratégia de integração entre ensino (graduação e pós-graduação), pesquisa e extensão.

Projetos de Pesquisa: